Clipping - 17/05/2019

CDL de Florianópolis · 

Clipping Diário

Florianópolis, 17 de Maio de 2019

 

CDL de Florianópolis - Rádio


Emissora: Jovem Pan/Florianópolis - Florianópolis/SC

Programa: Jornal da Manhã - Edição Local
Sinopse: CDL está divulgando parceria com a Prêmio Saúde, para planos com preços bem acessíveis.
Link: Download 


CDL de Florianópolis - Televisão


Emissora: RIC Record - Florianópolis/SC

Programa: RIC Notícias
Sinopse: As vendas para o dia das mães no comercio catarinense tiveram um resultado positivo, mas discreto. Um levantamento da CDL mostra que umas das principais datas do varejo cresceram 1,82% isso se comparado ao ano passado.
Link: Download 


CDL de Florianópolis - Impresso


Jornal: Semanário Catarinense/Florianópolis

Sinopse: A Frente Parlamentar em Defesa do Desenvolvimento Econômico de Florianópoli se reuniu com representantes do CDL, CREA, SEBRAE para deliberação de alguns projetos que estão em tramitação na Câmara e podem mudar a forma como funciona o comércio em determinados temas.
Link: Download 


Jornal: Notícias do Dia/Florianópolis

Sinopse: Ministério Público, prefeitura e entidades criam força-tarefa para atuar em áreas invadidas.
Link: Download 


CDL de Florianópolis - Web


Site: Notícias do Dia

Sinopse: Após instaurar inquérito civil, o MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) vai deflagrar uma força-tarefa em busca de soluções para o problema de invasões particulares e públicas em Florianópolis.
Link: Download 


Site: Guia Floripa

Sinopse: Feira de Artes, Variedades e Antiguidades. Todos os sábados tem feira com artesanato, antiguidades, exposições, gastronomia diversificada, sebos, brechós. Sempre com programações especiais. Todos os sábados, das 9h às 16h, no Centro Histórico de Floripa - Calçadão da Rua João Pinto e arredores. Sujeito a alteração sem aviso prévio, conforme condições climáticas.
Link: Download 


Notícias Gerais


Site: NSC Total

Sinopse: Santa Catarina tem 277 mil pessoas desocupadas, segundo estimativa do IBGE, que divulgou nesta quinta-feira a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD-C). Os dados são referentes ao primeiro trimestre deste ano (janeiro, fevereiro e março). Nesse período, a taxa de desempregados no Estado chegou a 7,2%, o que significa, segundo o IBGE, que 31 mil pessoas a mais ficaram sem emprego no período, em comparação com o último trimestre (outubro, novembro e dezembro) de 2018. Já em comparação com o primeiro trimestre do ano passado, o aumento de pessoas desocupadas foi de 29 mil pessoas.


Site: Notícias do Dia

Sinopse: Apesar de apresentar o percentual mais baixo do país, Santa Catarina acompanha o crescimento de desemprego e registra 12,6% de aumento nos primeiros três meses deste ano, passando de 246 mil para 277 mil pessoas desempregadas, segundo os dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), divulgados nesta quinta-feira (16) pelo IBGE. Isso porque a taxa de desocupados aumentou 6,4% para 7,2%, elevando a taxa em 0,8 pontos percentuais em relação ao último trimestre de 2018.


Site: Notícias do Dia

Sinopse: O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta quinta-feira (16), dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) Trimestral. O documento expõe informações regionais sobre o mercado de trabalho no primeiro trimestre, sendo que no detalhamento nacional o total de desempregados é de 13,387 milhões de pessoas, com taxa de desemprego em 12,7%.


Site: NSC Total

Sinopse: No mesmo dia em que milhares de pessoas foram às ruas em todo o país contra o contingenciamento de recursos para a educação, movimento que acrescenta mais um ingrediente no caldeirão da tensão política, uma nova ducha de água fria jorrou sobre o mercado.


Site: Estadão

Sinopse: Uma série de incertezas fez com que o dólar e a Bolsa tivessem um dia de forte tensão nesta quinta-feira, 16. Depois de sucessivos ensaios nos últimos dias, a moeda americana rompeu o teto dos R$ 4. Já o principal indicador da Bolsa, o Ibovespa, registrou o nível mais baixo, em pontos, deste ano. A percepção sobre a inabilidade do governo na articulação política, a rápida deterioração nas perspectivas do crescimento econômico e o cenário internacional fizeram o dólar fechar na máxima do dia, em alta de 0,98%, a R$ 4,04. Foi maior valor de fechamento desde 28 de setembro, quando o cenário eleitoral ainda estava indefinido e a incerteza política afetava a cotação da moeda e da Bolsa.


Site: Portal Brasil

Sinopse: O crescimento do número de consumidores com contas em atraso e registrados no cadastro de inadimplentes perdeu força nos últimos meses. Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revelam que a inadimplência cresceu 2,0% em abril na comparação com o mesmo período do ano passado. O número confirma a desaceleração do avanço da inadimplência, que vem perdendo fôlego desde novembro de 2018, quando a variação foi de 6,0%. Ainda assim, o Brasil encerrou o mês com cerca de 62,6 milhões de pessoas negativadas. O dado representa mais de 40% da população adulta brasileira.


Site: Correio do Estado

Sinopse: Mesmo com a aprovação da reforma da Previdência, o país continuará a registrar déficits primários – resultado das contas públicas desconsiderando os juros da dívida – até 2025, só voltando a ter resultados positivos em 2026. A conclusão consta de relatório da Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão auxiliar do Senado, divulgado hoje (15). O relatório também apontou alto risco de descumprimento do teto de gastos – que limita o crescimento das despesas federais à inflação – a partir de 2022. Para 2019 e 2020, a IFI considera baixas as chances de os gastos estourarem o teto, mas vê risco moderado em 2021.


Site: Portal R7

Sinopse: Uma série de ordens para zerar perdas catapultou o dólar para cima dos 4 reais nesta quinta-feira, no maior patamar desde antes do primeiro turno das eleições presidenciais de 2018, em meio à piora no clima político local. A divisa doméstica teve o pior desempenho entre 33 pares do dólar. O dólar à vista fechou em alta de 1,01%, a 4,0366 reais na venda. É o maior nível de fechamento desde 28 de setembro passado, quando terminou em 4,0371 reais. Na máxima desta quinta, a cotação bateu 4,0425 reais, com valorização de 1,16%. Na B3, o dólar futuro subia 0,85%, a 4,0420 reais.


Site: Estadão

Sinopse: O Brasil vive um paradoxo. Estamos entre os 10 maiores mercados de TI do mundo, mas temos um déficit de profissionais qualificados para atender a demanda de 161,5 mil vagas de tecnologia, de acordo com a estimativa feita pelo The Network Skills in Latin America para 2019. Na prática, há vagas disponíveis em uma indústria que exige mão de obra altamente qualificada.

 

 

Acompanhe a CDL de Florianópolis nas redes sociais:

Facebook Twitter Instagram Youtube
CDL de Florianópolis

Para garantir que nossos informativos cheguem à sua caixa de entrada, adicione
o e-mail contato@newscdlfpolis.com.br ao seu catálogo de endereços.

 

Voltar