IMPRENSA | Articulações Políticas |

Prefeito arquiva Projeto de Lei Complementar que trata a taxa de lixo na Capital

CDL de Florianópolis participa da reunião de debate com vereadores, secretários e demais entidades empresariais

Depois de ter sido encaminhado para a Câmara de Vereadores, o polêmico Projeto de Lei Complementar nº 1.664/2017 que ajustava a cobrança da taxa de lixo para 2018, num incremento de 53% na arrecadação anual, fez o prefeito Gean Loureiro (PMDB) rever o projeto e requerer o arquivamento da matéria.

Acompanhado dos vereadores e secretários, na tarde desta quarta-feira (16), o prefeito se reuniu com as entidades empresariais e comunitárias da Capital, entre elas a CDL de Florianópolis, para discutir o PLC, que dispõe sobre a taxa de manejo de resíduos sólidos na cidade.

Após o debate, ouvindo a todos, o prefeito decidiu pela retirada do projeto e ficou acordado que será montando um grupo de trabalho com integrantes do executivo, legislativo e entidades para construir, com mais tempo, um projeto que atenda os anseios de toda a sociedade.

De acordo com Gean, o PLC buscava o reequilíbrio financeiro entre os custos do serviço de coleta, transporte e destino final dos resíduos e o que o município arrecada com a cobrança. “As entidades empresariais e comunitárias apontaram dúvidas e se há dúvidas significa que não é a hora de dar continuidade no projeto”, explicou.

Ainda durante a reunião, o vereador e presidente da Frente Parlamentar do Desenvolvimento Econômico de Florianópolis, Miltinho Barcelos (DEM), se comprometeu em levar o assunto para discussão do grupo no próximo encontro dia 23 de agosto, às 14h, na Câmara de Vereadores.

Para Lidomar Bison, presidente da CDL de Florianópolis, foi de grande maturidade ampliar as discussões com as entidades empresariais e comunitárias da cidade. “O projeto deve trazer a sensação de justiça pelo serviço prestado, da forma mais assertiva, sem beneficiar ou sobrecarregar qualquer setor”, concluiu.

Entidades presentes

Além da CDL de Florianópolis, estiveram presentes os representantes do Codesi (Conselho de Desenvolvimento do Sul da Ilha), Codecen (Conselho de Desenvolvimento do Centro), Codeli (Conselho de Desenvolvimento do Leste da Ilha), Codeni (Conselho de Desenvolvimento do Norte da Ilha), FloripAmanhã, Ampe (Associação dos Empreendedores de Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais da Região Metropolitana de Florianópolis), Sindepark (Sindicato Intermunicipal dos Estabelecimentos de Garagens, Estacionamentos, Limpeza e Conservação de Veículos), Sindimóveis (Sindicato dos Corretores de Imóveis do Estado de Santa Catarina), SesconGF (Sindicato de Serviços Contábeis), Acif (Associação Comercial e Industrial de Florianópolis) e Sinduscon Florianópolis.

Clique aqui para baixar o arquivo Pedido de arquivamento do PLC 1.664/2017

Voltar