Clipping - 04/12/2017

CDL de Florianópolis

Ric Record: Record News
Pauta: Horário especial de Natal
Clique aqui para assistir na íntegra.

Ric Record: Ric Notícias
Pauta: Horário especial de Natal
Clique aqui para assistir na íntegra.

Fonte: Diário Catarinense


Geral

Fonte: Notícias do Dia

Liesf divide grupos Especial e de Acesso em duas noites no Carnaval 2018 de Florianópolis

Na elite, Embaixada Copa Lord, Unidos da Coloninha e Dascuia desfilarão em uma noite. Enquanto Protegidos da Princesa, Consulado e Nação Guarani entram na passarela na noite seguinte

Com uma festa para mais 1.200 pessoas na quadra do Consulado, sábado (2), bairro Caieira do Saco dos Limões, durante a comemoração do Dia do Samba, a Liesf (Liga das Escolas de Samba de Florianópolis) realizou o sorteio para a ordem dos desfiles na Passarela Nego Quirido. A novidade é que os desfiles dos grupos Especial e de Acesso foram divididos em duas noites. Na elite, Embaixada Copa Lord, Unidos da Coloninha e Dascuia desfilarão em um dia. Enquanto, Protegidos da Princesa, Consulado e Nação Guarani em outro.

Com a divisão das seis escolas do Grupo Especial em dois dias, a Liesf também fez o sorteio do grupo de Acesso para abrir os desfiles. “Como temos cinco escolas do Acesso, a União da Ilha da Magia, que foi a última rebaixada, foi retirada do sorteio para abrir um dos dias do desfile. Para completar o número de seis escolas por noite, a escola de samba Amor à Terceira Idade vai abrir o outro”, explicou o presidente da Liesf, Fabio Botelho.

A intenção em dividir o Grupo Especial em dois dias é a de tornar o Carnaval 2018 de passarela mais atrativo. Isso porque a passarela lotava no dia do grupo de elite e ficava com um público menos durante o desfile dos grupos de Acesso e Acesso A. Botelho informou que ainda não definiu a data de desfile de cada grupo por uma série de motivos, que vão desde a questão operacional à financeira.

Neste ano houve apenas uma noite de desfile na passarela. Os grupos de Acesso e de Acesso A não desfilaram por falta de verbas. “Nossa intenção é a de viabilizar também o desfile do Grupo de Acesso A no dia do desfile das campeãs e, assim, todas as 16 escolas da Liesf estariam na passarela. Todas as escolas confirmaram presença, mas ainda estamos em busca de recursos. Já o retorno do evento a quadra de uma escola de samba popularizou a festa novamente”, comemorou.

O conforme decisão do prefeito Gean Loureiro (PMDB), o Carnaval 2018 da passarela não terá recursos públicos. A prefeitura vai bancar toda a infraestrutura e, com a licitação da arena central, vai repassar R$ 1,5 milhão às escolas do grupo Especial.

Sorteio da ordem do desfile das escolas de samba em Florianópolis - Liesf/ Divulgação
Ordem do desfile das escolas de samba foi definida na noite de sábado (2) - Liesf/ Divulgação
Sorteio

Grupo 1 (União da Ilha da Magia ou Amor à Terceira Idade)
Acesso: Jardim das Palmeiras e Império Vermelho e Branco;
Especial: Embaixada Copa Lord, Dascuia e Unidos da Coloninha;

Grupo 2 (União da Ilha da Magia ou Amor à Terceira Idade)
Acesso: Futsamba Josefense e Acadêmicos do Sul da Ilha;
Especial: Consulado, Nação Guarani e Protegidos da Princesa;

Grupo de Acesso A:
Amocart, Unidos do Morro do Céu, Imperadores de Jurerê, Amigos do Bom Viver e A Nossa Turma.


Fonte: Notícias do Dia

Parque de Coqueiros, revitalizado, é reaberto oficialmente em Florianópolis

Entre as novidades estão a implementação de, pelo menos 12 novos bancos, brinquedos para pessoas com deficiência, entre outras novidades

Revitalizado, o Parque de Coqueiros foi reaberto oficialmente neste domingo (3) com a inauguração de novos espaços e equipamentos. O parque passou por reforma nos últimos quatro meses. Entre as novidades estão 12 novos bancos, brinquedos para pessoas com deficiência, a restauração das praças esportivas, um pergolado de madeira, uma nova ponte sobre o lago e o pet place, ambiente para animais de estimação dos frequentadores.

Além das novidades estruturais do parque, o projeto Floripa em Movimento foi realizado neste domingo com diversas atividades, assim como a abertura do Caminho Cervejeiro, uma rota turística e gastronômica criada pela União Cervejeira e Ampe (Associação dos Empreendedores de Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais da Região Metropolitana de Florianópolis), apoiadas pelo Sebrae, com objetivo de integrar as cervejarias da região com outras atrações turísticas dos municípios.

Para o município, a intenção vai além da presença constante de toda a família. “Queremos que o parque se torne o cartão-postal da cidade, uma vez que fica na entrada de Florianópolis. O desejo e o sentimento são de que as pessoas saiam daqui com a melhor impressão possível”, resumiu o secretário municipal do Continente, Edinho Lemos.

A reabertura do parque marcou também a projeção para a temporada de verão. Com o aumento do espaço físico, o município prevê a exploração do parque, sobretudo, nos meses de presença em massa de turistas das mais variadas regiões do país e do mundo. “Embora exista uma migração de público para as praias, muitas pessoas não têm essa opção e acabam ficando por aqui. Nossa intenção é sempre deixar esse espaço aberto a atrações culturais à disposição de entidades para divulgação do folclore, das características de artesanato, dos empreendedores para que possam usar de maneira compartilhada com toda a população”, ressaltou o prefeito Gean Loureiro (PMDB).

Área e brinquedos do parque foram revitalizados - Flávio Tin/ ND
Áreas e pistas de caminhada do parque foram revitalizados - Marco Santiago/ ND

Clamor pela preservação da estrutura e aprovação do espaço

Uma das principais reivindicações dos frequentadores do parque é pelo aumento da segurança. Por isso, foi instalada uma câmera em 360°, aos cuidados da Polícia Militar, em posição central de modo a aumentar a sensação de segurança, coibir delitos e vândalos. “A gente espera que a própria população seja fiscal do parque, é um espaço público”, convocou o secretário Edinho Lemos.

“Esperamos que as pessoas cuidem desse lugar. Eu amo essa quadra e amo jogar futebol. Prometo tomar todo o cuidado e não deixar que destruam tudo isso aqui que é nosso”, disse Luana Barcelos, 15 anos, estudante e atleta nas horas vagas.

A reforma foi motivo de elogios quase unânimes por parte dos usuários. “A revitalização ficou muito boa. O parque ficou mais agradável, mais aconchegante, mais espaçoso”, elogiou a publicitária Patricia Fadani, moradora de Palhoça que se deslocou até Coqueiros para prestigiar o evento e conhecer as novidades.


Fonte: Notícias do Dia

Reforma da Previdência é o principal assunto em debate da semana na Câmara dos Deputados

Enquanto os aliados do governo continuam insistindo no convencimento dos deputados para votar a favor da reforma, os contrários à proposta atuam em caminho diverso

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A reforma da Previdência é o principal tema em debate na Câmara dos Deputados nesta semana, uma das últimas da sessão legislativa. Enquanto os aliados do governo, favoráveis à aprovação da reforma neste ano, continuam insistindo no convencimento dos deputados para votar a favor da reforma, os contrários à proposta atuam em caminho diverso.

Mesmo os governistas têm afirmado que ainda não contam com os 308 votos necessários para aprovação de Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que altera as regras do sistema previdenciário. As informações são da Agência Brasil.

Na semana passada, o deputado Beto Mansur (PRB-SP), um dos principais articuladores do governo, montou uma estratégia envolvendo lideranças aliadas de mais de 20 estados para ajudá-lo no convencimento e, também, na contagem dos votos dos deputados que apoiam a aprovação da reforma. Os números podem ser apresentados neste domingo (3), às 19h. ao presidente da República, Michel Temer, e ministros envolvidos na aprovação da reforma.

Partidos de oposição e centrais sindicais contrárias à aprovação da reforma trabalham para a rejeição da matéria. Também na semana passada, os presidentes das principais centrais sindicais do país se reuniram com o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, e pediram o adiamento da votação para o ano que vem. As centrais estão convocando os trabalhadores para uma greve geral no dia 5 de dezembro contra a reforma da Previdência.

O deputado Rodrigo Maia, responsável por pautar a votação da PEC, tem afirmado que só colocará a matéria em votação quando houver garantia de votos suficientes para aprová-la. Ele já admitiu que, se não for possível aprovar a PEC ainda este ano, a votação poderá ficar para depois do carnaval de 2018. Maia defende a aprovação da reforma para que o país volte a crescer.

Plenário

Nesta terça-feira (5), o plenário da Câmara dos Deputados volta a discutir a Medida Provisória 795/17, que cria um regime especial de importação de bens a serem usados na exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos. Após sessão tumultuada e troca de insultos entre os parlamentares, o texto-base da matéria foi aprovado e a votação das propostas que pretendem alterar o texto já aprovado ficou para esta semana.

A MP está em vigor desde agosto e precisa ser aprovada no Congresso até o dia 15 de dezembro para continuar valendo. A medida suspende os tributos cobrados a bens destinados às atividades de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural que permanecerem no país de forma definitiva. O mesmo vale para a importação ou aquisição no mercado interno de matérias-primas e produtos intermediários destinados à atividade.

Orçamento

O presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), senador Dário Berger (PMDB/SC), convocou reunião para a próxima segunda-feira, às 20h, para votação dos primeiros relatórios setoriais ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) 2018.

Ao todo, são 16 relatórios temáticos. Os relatórios, após serem aprovados pela CMO, serão encaminhados ao relator-geral do Orçamento, deputado Cacá Leão (PP-BA), para a elaboração do relatório final a ser votado pela comissão e pelo plenário do Congresso Nacional. A expectativa é que o Orçamento para 2018 seja aprovado antes do início do recesso parlamentar, previsto para iniciar em 22 de dezembro.


Fonte: Diário Catarinense

Em média, processos com pedidos de vista ficam parados 161 dias no STF

Os processos com pedido de vista no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) ficaram parados, em média, 161 dias entre janeiro de 2016 e 29 de novembro deste ano, apontou levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo. O cálculo foi feito com base no acompanhamento processual de 73 ações. Desse total, 36 ainda não foram liberadas para julgamento.

Como alguns dos pedidos de vista foram feitos pelo ministro Teori Zavascki, morto em janeiro, o levantamento considera a data em que o ministro Alexandre de Moraes assumiu a vaga, em março, e herdou seus processos. Entre eles há questões de impacto bilionário nos cofres públicos, como o fornecimento de remédios de alto custo não disponíveis na lista do Sistema Único de Saúde (SUS), e a descriminalização da maconha para uso pessoal. "Tem uma série de vistas que o ministro Teori tinha pedido e eu, além de colocar em ordem o gabinete no meu ritmo, estou soltando aos poucos todas as vistas", afirmou Moraes.

O gabinete de Barroso informou que ele "procura pedir o mínimo de vista possível" e que pretende devolver os dois sob sua responsabilidade ainda neste ano. O gabinete comunicou que, em um dos casos, Barroso pediu um estudo comparativo e está ouvindo especialistas. Gilmar Mendes disse, por meio de sua assessoria, que os casos estão sob análise e que o gabinete está em dia com as demandas diárias. O gabinete de Cármen não se pronunciou e o de Dias Toffoli afirmou não ter estimativa de quanto tempo levará para liberar o voto-vista em relação ao foro privilegiado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Fonte: Diário Catarinense

Câmara vota projeto que sugere aumento de internação para adolescentes em conflito com a lei

A comissão especial que está revendo as medidas educativas do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) pretende votar nesta terça-feira (05) o parecer do deputado Aliel Machado (Rede-PR), que sugere aumento no período de internação para os adolescentes em conflito com a lei cujo ato infracional envolva morte.

Relator do projeto, Machado apresentou um substitutivo ao Projeto de Lei 7197/02, do Senado, no qual prevê o aumento para até dez anos do período de internação de adolescentes em regime especial de atendimento socioeducativo, desde que o ato infracional envolva morte. Hoje, o tempo máximo de internação é de três anos. As informações são da Câmara Notícias, da Câmara dos Deputados.

O deputado sugere períodos distintos de internação conforme a idade do adolescente em conflito com o a lei em decorrência de crime com morte, pois considera um equívoco tratar o adolescente de 12 anos da mesma forma que um adolescente de 17 anos. A reunião da comissão especial está marcada para as 14h30min.

Confira as sugestões de períodos de internação (alternativa socioeducativa mais rígida prevista pelo ECA):

- Entre 12 e 14 anos: internação de até 3 anos;
- Entre 14 e 16 anos: internação de até 5 anos;
- Entre 16 e 17 anos incompletos: internação de até 7 anos;
- Entre 17 anos completos e 18 anos incompletos: internação de até 10 anos.


Fonte: G1SC

Mais duas cidades da Grande Florianópolis terão sinal analógico desligado em janeiro

Moradores de Antônio Carlos e São Pedro de Alcântara cadastrados em programas sociais do governo federal também têm direito ao kit gratuito.

Mais dois municípios da Grande Florianópolis terão o sinal analógico desligado em 31 de janeiro de 2018. Moradores de Antônio Carlos e São Pedro de Alcântara recebem o sinal digital assim como residentes em Florianópolis, São José, Paulo Lopes, Palhoça e Biguaçu, que terão o sinal analógico desligado na mesma data.

Conforme o engenheiro de telecomunicações Emerson Costa, em outras regiões do país, municípios também foram incluídos no grupo de desligamento semanas antes da suspensão do sinal analógico.

“Embora a previsão inicial do governo federal contemplasse cinco cidades da Grande Florianópolis, depois de várias medições de sinal, foi constatado que nessas localidades chega também o sinal digital. Com isso, foi pleiteado junto ao governo para que essas cidades entrassem na lista do desligamento para que a população tivesse direito a receber o kit gratuito da TV digital. Eu estava nessa reunião em Brasília em que pleiteamos o benefício a estas duas cidades e agora nos foi concedido”, relatou.

Benefícios
A mudança traz melhorias de som e imagem para quem gosta de se divertir em frente à telinha. Quem não realizar a mudança para o digital, pode ficar sem ver TV. No dia do desligamento do sinal analógico, todas as emissoras deixarão de transmitir sua programação por essa frequência. Quem não estiver preparado para sintonizar os canais digitais, não conseguirá ver nada além de chuviscos. Por isso, é importante realizar a transição para o digital antes de 31 de janeiro de 2018.

O sinal digital é gratuito. Para recebê-lo, é preciso preparar o televisor com uma antena externa UHF e um conversor. Se o modelo do seu aparelho for posterior a 2012, pode contar com conversor integrado. Mas, se a TV é mais antiga, ou é modelo tubo, é preciso instalar o conversor digital. Beneficiários de programas sociais do Governo Federal têm direito ao kit gratuito. Para descobrir se tem direito, basta consultar o site da Seja Digital ou ligar para 147.


Fonte: G1SC

Prazo para cadastramento biométrico termina em dezembro em 10 cidades de SC

Agendamento pode ser feito via internet. Eleitor deve levar documento com foto e comprovante de residência.

O prazo para o cadastramentro biométrico termina em dezembro em 10 cidades catarinenses. Os eleitores dos municípios de Balneário Piçarras, Corupá, Jaraguá do Sul e Penha devem procurar a Justiça Eleitoral até a próxima sexta (7). O prazo final é 15 de dezembro para Balneário Camboriú, Botuverá, Brusque, Camboriú, Guabiruba e Itajaí.

O cadastramento é obrigatório. O eleitor deve fazer o agendamento do atendimento no site do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC).

No dia, deve levar documento com foto, comprovante de residência e comprovante de alistamento militar, no caso dos homens maiores de 18 anos que vão fazer o primeiro título.

Quem não comparecer, terá o título eleitoral cancelado e não vai poder votar nas próximas eleições.


Fonte: G1SC

TSE lança título de eleitor digital que pode substituir documento impresso na votação

E-título foi apresentado nesta sexta (1º) pelo presidente do tribunal, ministro Gilmar Mendes. Documento virtual exibe a foto dos eleitores que já passaram pelo cadastro biométrico.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, lançou nesta sexta-feira (1º) o E-título, documento digital que pode substituir no dia da eleição o título de eleitor. A novidade já valerá na eleição do ano que vem para qualquer eleitor.

Os eleitores podem acessar o E-título diretamente em um aplicativo que pode ser baixado gratuitamente por smartphone ou tablet por meio da App Store (sistema IOS) e do Google Play (sistema Android).

Por enquanto, somente os celulares ou tablets que rodam o sistema Android podem baixar o aplicativo do TSE. Nos casos de equipamentos com IOS, informou a assessoria do tribunal, o aplicativo estará disponível para download em dez dias, na loja da App Store.

A versão digital do título de eleitor apresenta novidades em relação ao documento tradicional. O E-título exibe informações sobre quitação eleitoral, dados sobre cadastramento biométrico e endereço do local de votação, disponibilizando, inclusive, um mapa com geolocalização.

Além disso, para quem já passou pelo cadastramento biométrico na Justiça Eleitoral, o E-título exibirá a foto do eleitor, que é tirada na mesma ocasião em que é coletada a biometria. Para quem não fez cadastramento biométrico, a foto não aparece.

O documento digital de identificação dos eleitores também terá um QR Code para a validação na zona eleitoral. Ao inserir no aplicativo o número do título eleitoral, o nome do eleitor, a filiação e a data de nascimento, o E-título será validado e liberado.

Segundo a assessoria do TSE, o novo documento digital foi desenvolvido integralmente pela Justiça Eleitoral, uma iniciativa do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) adotada por Gilmar Mendes para distribuição nacional.

A implementação do E-título foi feita em conjunto pelos servidores da área de TI do Tribunal Superior Eleitoral e do TRE do Acre. Conforme a assessoria do TSE, a iniciativa não gerou custos extras para os cofres públicos.

Título de eleitor impresso

Apesar de os eleitores passarem a ter a possibilidade de apresentar na hora da votação apenas o celular ou o tablet com o E-título, o documento tradicional, impresso, continuará valendo.

No caso de o eleitor optar pelo título de eleitor, ele terá que apresentar, como já é exigido atualmente pela Justiça Eleitoral, um documento com foto, como carteira de identidade ou de habilitação.

A versão impressa do título continuará sem foto, mesmo para os eleitores que já tenham feito o cadastro biométrico.
Os eleitores que comparecerem à seção eleitoral com o E-título só precisarão apresentar o documento digital.


Fonte: SPC Brasil

34% dos consumidores que pretendem presentear no Natal possuem contas em atraso, mostram SPC Brasil e CNDL

Dois em cada cinco consumidores que vão presentear este ano ficaram com nome sujo por causa das compras do Natal de 2016. Valor total médio das dívidas que levaram a negativação é de R$ 961

Tradição, demonstração de afeto, merecimento, pressão dos filhos e familiares – motivos não faltam para justificar as despesas com a compra de presentes no Natal. Porém, muitas pessoas tomam decisões financeiras impensadas nesta época e acabam comprometendo o orçamento, gastando mais do que podem e se endividando. Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) identificou que três em cada dez consumidores que têm intenção de presentear este ano possuem contas em atraso atualmente (34%) e 32% estão com o nome sujo no momento (queda de 6,9 p.p em relação ao ano passado).

O levantamento mostra que 16% costumam gastar mais do que podem nas compras do Natal, 7% pretendem deixar de pagar alguma conta para poder comprar presentes, 5% para conseguir participar das comemorações de Natal e 6% das comemorações de ano novo.

O educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli, alerta para o que pode ser um aliado na hora das compras, mas também um grande impulsionador do descontrole financeiro: o parcelamento. Cerca de 52% costumam dividir as compras de Natal em várias prestações, principalmente para que tenham condições de comprar todos os presentes (22%).

A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, ressalta a importância de resistir aos excessos de consumo e, ao mesmo tempo, ficar atento ao parcelamento: “Dividir as compras pode ser uma boa alternativa, desde que sejam respeitados os limites do orçamento doméstico. De nada adianta parcelar se a prestação vai comprometer o pagamento de outras despesas importantes no dia a dia.”

Dois em cada cinco consumidores ficaram com nome sujo por causa das compras do Natal de 2016

Segundo a pesquisa, 18% dos que vão presentear este ano ficaram com o nome sujo por causa das dívidas pendentes com as compras de fim de ano de 2016, sendo que 11% ainda estão negativados e 6% já limparam o nome. Entre os que souberam informar, o valor médio das dívidas responsáveis pela negativação é foi de R$ 961.

“É compreensível o apelo ao consumo durante o Natal, mas a pessoa deve gastar de acordo com sua realidade financeira. Se há dívidas a pagar, assumir novos compromissos poderá piorar ainda mais este quadro. O ideal é restringir os gastos e equacionar as contas em atraso em primeiro lugar”, alerta Vignoli. “Também vale a pena planejar-se antes de sair de casa, avaliando o orçamento disponível para os presentes, elaborando uma lista com as pessoas a serem presenteadas e evitando que a empolgação do momento interfira nas decisões financeiras”, recomenda o educador financeiro.

Metodologia

As entrevistas se dividiram em duas partes. Inicialmente ouviu-se 1.632 consumidores nas 27 capitais para identificar o percentual de quem pretendia ir às compras no Natal e, depois, a partir de 600 entrevistas, investigou-se em detalhes o comportamento de consumo no Natal. A margem de erro é de no máximo 2,4 e 4,0 pontos percentuais, respectivamente. A uma margem de confiança de 95%.

Acompanhe a CDL de Florianópolis nas redes sociais:

Facebook Twitter Instagram YoutubeCDL de Florianópolis

Para garantir que nossos informativos cheguem à sua caixa de entrada, adicione
o e-mail contato@newscdlfpolis.com.br ao seu catálogo de endereços.

Voltar